Follow by Email

quarta-feira, 11 de março de 2015

Moonspell videoclip









A minha mais recente aventura foi a minha participação juntamente com as Ignis Fatuus Luna no videoclip
dos Moonspell! :D


https://vimeo.com/121658859 --- making of



Soraya Moon by Alexandre Cabrita


Some photos from my photoshoot with Alexandre Cabrita
https://www.facebook.com/pages/Ensaiogr%C3%A1fico/523369147742914?fref=ts

My page: www.facebook.com/moonsoraya









segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Ignis Fatuus Luna (Photography by Mara D'Elean)











Evento Chuva

Cláudia Melim Photography

Alexandre de Andrade Photography


Ignis Fatuus Luna em França!!




As Ignis Fatuus Luna vão a França já em Março!
A não perder!!



Ignis Fatuus Luna "Frigga" ( Sexta feira 13 !! )








*Na antiguidade e na mitologia nórdica, sexta-feira 13 era um dia consagrado à Deusa do Amor Frigga. Quando as tribos nórdicas se converteram ao cristianismo, a Deusa foi transformada numa bruxa exilada no alto de uma montanha.


Frigga é a Deusa Mãe, protectora da família, do amor, da união e símbolo da doçura.

Acreditava-se que era detentora de uma enorme sabedoria, conhecendo o destino dos Homens. No entanto, nunca o revelou. Era representada como uma mulher alta, majestosa, vestida de penas de falcão e gavião, trazendo um conjunto de chaves no cinturão.

No tarot, o Arcano 13 é a carta da morte, até por uma possível associação com as letras hebraicas. Estudiosos da prática interpretam a carta como um sinal de mudanças de perspectiva, de formas de viver e profundas transformações.


No entanto, o número 13 assusta-nos. Procuramos estabilidade e temos medo da incerteza da mudança, numa sociedade que valoriza o lógico e o controlo racional. O número 13 representa exactamente o oposto - o nosso inconsciente, o oculto e o desconhecido.

Aceder-lhes poderá apenas ser possível através de um sentido que muitas vezes desprezamos: a intuição.

*Hoje dançamos em nome e com Frigga sendo Frigga. Nesta tão temida noite, onde o amor e a dança se tornam num só, torna-mo-nos instintivamente inteiras e selvagens em comunhão com a nossa natureza, com todo o movimento que a vida nos traz.



***Entrada Livre!!